Início Boletins Pastoral Operaria nacional promove formação da militância durante a pandemia

Pastoral Operaria nacional promove formação da militância durante a pandemia

149
0

Pastoral Operária promove ciclo de formação durante a pandemia

Por Jardel Lopes

Durante a pandemia, a Pastoral Operária ousou inovar sua forma de articular em nível nacional. Limitados pelo distanciamento social, não foi possível realizar encontros presenciais, muito menos realizar a 20ª Assembleia Nacional, conforme estava prevista para 2020.

Mas, desde o mês de junho, a Pastoral Operária está desenvolvendo ciclos de formação de modo virtual, semanalmente, níveis de participação de acordo o envolvimento e atuação da militância.

Já estamos no terceiro nível, com mais de 70 pessoas participando, representantes das bases e dioceses, bem como pessoas que estão conhecendo a PO. Com esse nível, já serão mais de 100 pessoas que passam pela formação, articulada pela Coordenação Nacional, conjuntamente com articulações estaduais.

Figura 1: Nível 01

Cada ciclo tem 7 encontros temáticos e um encontro introdutório, de apresentação e mística.

Os temas trabalhados são:

  • Análise de Conjuntura,
  • Futuro do trabalho no Brasil e América Latina,
  • as organizações de defesa da classe trabalhadora,
  • Igreja e mundo do trabalho,
  • Economia popular solidária,
  • Pastoral Operária: história, desafios e perspectivas,

A metodologia do processo formativo envolve que os próprios participantes que fizeram o primeiro nível da formação sejam assessores/as dos níveis sequentes.

Figura 2: Nível 02

Excelentes assessorias

  • No campo da Conjuntura social, econômica e política o ex-liberado nacional Dari Krein, hoje professor e pesquisador sobre trabalho, na Unicamp; a companheira Sandra Quintela, da Rede Jubileu Sul Brasil, da qual a PO integra, e também o companheiro Daniel Seidel, da Comissão Brasileira de Justiça e Paz e Movimento Nacional de Fé e Política.
  • Sobre o futuro do trabalho tivemos a rica contribuição da Ludmila Costhek Abílio, pesquisadora da Unicamp sobre a uberização do trabalho.
  • Para o tema das organizações de defesa da Classe trabalhadora nosajudou a a professora Marilane Teixeira, pesquisadora CESIT (Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho). Também contribuiu com esse tema, no nível 2, o companheiro que participou do nível 1, Renato Maia, professor da UFRN, assessor da PO Rio Grande do Norte.
  • Sobre Economia Solidária tivemos Nelsa Fabian Nespolo, da Rede Justa Trama, mas também tivemos Antônia Carrara, Iguaracira e Launerício, companheiras e companheiro da PO que atuam com esse campo.
  • Para o tema da Igreja e mundo do trabalho, foi sensacional a formação do Pe Élio Gasda, jesuíta, professor da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) de Belo Horizonte, pesquisador e autor de livros sobre a teologia do trabalho, dentre eles “Trabalho e Capitalismo Global”, pela Editora Paulinas, 2011. Também tivemos a assessoria do companheiro Padre Benedito Ferraro, assessor da PO em Campinas, também das Cebs, além de professor e lutador das causas sociais.
  • O professor e militante André Langer, assessor da PO Curitiba, nos ajudou com a memória histórica, juntamente com a liberada Mônica e o liberado Jardel, que trouxeram a realidade da PO hoje, com seus desafios e perspectivas.
  • Sobre metodologia, Dom Reginaldo Andrietta, bispo de Jales-SP e Referencial da Pastoral Operária Nacional, tem nos animados sobre o método ver-julgar-agir.

Figura 3: Nível 03

Metodologia

Apesar do modo virtual nos limitar em muitas coisas, a metodologia tem sido bastante participativa. Na Pastoral Operária consideramos a formação de modo construtivo com a participação de todos os sujeitos envolvidos.

Entendemos ainda que esta é uma formação complementar. Todavia, a consideramos que a principal formação acontece na ação, na prática, na realidade.

Compreender a realidade do mundo do trabalho, suas mudanças, seus conflitos com o capital, é considerada fundamental para ação da Pastoral Operária junto a classe trabalhadora.

Nesse momento estamos no segundo webencontro do nível 03. Para 2021 daremos continuidade com o nível 04, aprofundando categorias específicas como: Sindical, Economia Solidária, Juventude, etc.

Até aqui, quem participou, gostou!

Veja a seguir depoimentos de pessoas que participaram.

Pastoral Operária, atualizar as informações sobre as transformações —–
“Foi um espaço de grande aprendizado, ótima assessoria, bem participativa e inovadora, condição que uso da tecnologia possibilitou reunir várias regiões brasileiras. Como a realidade é dinâmica e, mesmo com anos de atuação na do Trabalho, econômica, social e eclesial é fundamental.  Foi rica  partilha de experiências e pistas que contribuem na organização dos trabalhadores e trabalhadoras e na defesa por seus direitos e condições dignas de vida” (Kátia Mariano, da PO de Cariacíca-ES).

 

“Foi uma louvável iniciativa da PO Nacional, estes Encontros de Formação, muito esclarecedores, ricos em informações, tanto do histórico dos 50 Anos da Pastoral Operária, quanto da brava história do Mundo do Trabalho e das conjunturas sociais e políticas do Brasil, incluindo esse triste momento político que vivemos, do maldito golpe de 2016 à esta aberrante presidência da República, que temos hoje. Enfim, foram ricos momentos de aprendizagem”, (Valdez Belo – Campina Grande – PB).

 

 “A Formação Oferecida   pela PO Nacional foi muito rica.

Temas muito bons, e propícios para refletirmos neste cenário de tanto desgoverno, que tem afetado profundamente o povo brasileiro, em seus direitos sociais”, (Irismar -Manaus-AM).

 

Participe do curso de nivel2 formação da Pastoral Operária Nacional, na minha avaliação superou minhas expectativas. Bons assessores, metodologia e linguagem simples para ser entendida, incentivo à participação oral e escrita para todos. Sempre que eu puder estarei participando novamente para aprender mais, fazer mais amigos, me sentir agindo em comunidade nesses tempos de necessário distanciamento para o bem coletivo. Muita gratidão a todos os participantes e ao Colegiado da PO”, (Eugênio Francisco, Ponta Grossa-PR).

 

”Excelente iniciativa para que possamos partilhar o conhecimento entre expositores e ouvintes. Assim, nos tornamos sujeitos ativos de construção de nossa história”, (Flavio, Nova Iguaçu-RJ).

 

 

 

“Os encontros virtuais de formação da PO, foram muito importantes neste momento em que estamos vivendo, pois podemos refletir a realidade social e política, nossas dificuldades, mas principalmente a possibilidade de nós reunir, pois estamos sem nossos encontros em grupo. A possibilidade de conversar com outros/as companheiras/os e nos fortalecermos, nos organizarmos e nos preparar para enfrentar todos os desmontes que foram impostos aos trabalhadores neste período”, (Rosângela, militante do MTD, Canoas-RS).

 

 

Marina, não se aguentou e escreveu um textão. E nós gostamos desse retorno!

Uma iniciativa fantástica do Colegiado nacional da Pastoral Operária foi promover esse momento de troca de saberes de forma virtual. Momento ímpar vivido que nos proporcionou nos encontrarmos/revermos e conhecermos novos participantes de outros estados/regiões.

A preocupação com a formação contínua sempre esteve presente entre as prioridades em nossa atuação.

Privilégio grande poder participar desta etapa de troca de aprendizado e partilha de experiências. Tempo de atualização e novidades. Pudemos conversar sobre tudo o que nos incomoda atualmente. A conjuntura sócio-econômico-político-eclesial, assim como a ligação da atualidade com as Encíclicas Papais e a palavra de Deus, puderam ser refletidas e aprofundadas.

A realidade do mundo do trabalho na qual estamos inseridas e inseridos é desafiadora.

Todos os temas abordados: análise de conjuntura, futuro/uberização do trabalho, organizações em defesa da classe trabalhadora, Igreja e mundo do trabalho, Economia Popular Solidária, organização da Pastoral Operária e metodologia, tiveram assessorias extraordinárias e nos lançam muitos desafios (campo de atuação, método de organização), mas também esperanças, por que lutar, persistir, resistir e esperançar é preciso sempre.

Um grande desafio está sendo superado: a troca de saber de forma virtual; graças a ousadia de um grupo: Foram muitos participantes de norte a sul de nosso país.

Parabéns Pastoral Operária!

Marcando os 50 anos de história e de serviço a classe trabalhadora de forma brilhante!

Marina Oliveira (Cariacíca-ES).

Gostaria de participar dos próximos níveis? Entre em contato conosco pastoral.operaria.nacional@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui