Início Destaques Pastoral Operária de São Paulo mantém atividades e reúne diversas categorias de...

Pastoral Operária de São Paulo mantém atividades e reúne diversas categorias de trabalhadoras/es

130
0
Foto: Encontro Estadual de São Paulo/2019.

A PO do estado de São Paulo reinventou sua forma de trabalho neste ano de 2020, mantendo atuação de forma online. Durante o distanciamento social na pandemia da COVID 19, foram realizadas arrecadações de recursos para famílias desempregadas e necessitadas, juntamente com grupo de jovens.

Também foi feito o preenchimento dos pedidos do Auxílio Cidadão para pessoas que não têm meios para fazer este preenchimento. Foram elaborados projetos para inserir artistas da economia solidária na Lei Aldir Blanc.

Os materiais de formação sobre a Campanha anual de acidentes de trabalho que tem como tema permanente, “ACIDENTE DE TRABALHO NÃO É CULPA DA VÍTIMA” foram distribuídos pelas redes sociais, assim como os boletins “OLHO VIVO” e “O GANCHO”.  As reuniões e celebrações estão sendo feitas online e os programas de rádio, por gravação.

A participação na Romaria anual das trabalhadoras e trabalhadores se deu com as mensagens e textos enviados pelas redes e canais digitais, sendo que a Missa das/os romeiras/os em Aparecida foi transmitida pela TV, Rádio e site da rede Aparecida de comunicação. A missa contou com a participação presencial de cinco pessoas da equipe de organização: companheiros e companheira da PO do estado do Rio de Janeiro, São Paulo e PO Nacional.

Encontro com as categorias

Está em prática, o projeto de reuniões online com diversas categorias, como mutirão de base da 6ª Semana Social Brasileira, com objetivo de ouvir as/os trabalhadores e promover articulação entre elas/es. A primeira realização foi o debate sobre a realidade do trabalho de professoras/es, que resultou na articulação de professoras/es que elaboraram uma carta à sociedade alertando sobre o perigo da volta às aulas antes do final da pandemia de COVID 19.

As trabalhadoras bancárias deram sequência ao projeto, com a perspectiva de se reunirem periodicamente após o debate. Encerrando os mutirões deste ano de 2020, houve a reunião com Anízio Batista, liderança histórica da Oposição metalúrgica em SP nos anos 1970, que apresentou a História da Oposição Metalúrgica em São Paulo, destacando a memória de Santo Dias da Silva.

Em 2021, o mutirão segue durante todo o ano, estando previsto encontro em novembro, com todas as categorias participantes dos encontros.  Já estão agendados dois debates: com trabalhadores/as da construção civil em fevereiro e economia popular solidária em março.

Por: Antonia Carrara | Coordenação Estadual de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui