Início Destaques Nota da PO Nacional para o 1º de maio

Nota da PO Nacional para o 1º de maio

71
0

1º de maio de 2022

“Eu vim para que todos tenham vida” (João 10,10)
A realidade econômica, política e social do país, somada às condições de trabalho, estão dificultando e agravando as condições de vida da classe trabalhadora. As trabalhadoras e os trabalhadores têm sentido na pele a perda dos direitos trabalhistas com as reformas promovidas pelos governos federais nos últimos 8 anos, baixos salários e jornadas exaustivas. 

O trabalho precarizado, o alto desemprego e o crescimento da informalidade, aliados a alta da inflação e dos preços, ausência de políticas de desenvolvimento econômico, de geração de emprego e renda e de distribuição da riqueza produzida, ameaçam diretamente a garantia e proteção da vida.

Nas palavras do Papa Francisco, a falta de trabalho e o trabalho em condições injustas, fere a dignidade humana. O trabalho é fonte de vida. Se trata de reconhecer, de valorizar e de dar condições dignas e justas para quem realiza todo tipo de trabalho que mantem a vida, em todos os espaços na sociedade. Portanto, sejamos testemunhas da palavra de Jesus Cristo “Eu vim para que todos tenham vida” (Jo 10,10), que experimentou a condição de trabalho humano na sua família, a partir de nosso modo de pensar e agir, lutando contra as condições injustas e a opressão, e cuidando da vida. 

Por isso, neste 1º de maio, Dia Internacional das Trabalhadoras e Trabalhadores, a PO reafirma que o trabalho é fonte de vida. É nossa missão e compromisso organizar a classe trabalhadora e lutar contra o desemprego, a informalidade e a precarização. Além de eleger representantes que tenham comprometimento com a promoção da vida e de condições dignas de trabalho para milhões de pessoas deste país. 

À luta, trabalhadoras e trabalhadores! Com a intercessão de São José Operário, caminhemos com fé e coragem em nossas comunidades de fé e amor.

Pastoral Operária Nacional


Acesse aqui o Subsídio de reflexão para o Dia dos Trabalhadores e Trabalhadoras. 


AnteriorCampanha Contra Acidentes de Trabalho, PO São Paulo
Próximo1º de maio na Diocese de Santo André-SP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui