Início Sudeste Pastoral Operária do Espírito Santo faz memória do 43ºano do martírio de...

Pastoral Operária do Espírito Santo faz memória do 43ºano do martírio de Santo Dias da Silva.

87
0

Bem aventurados os que são perseguidos por causa da justiça,

porque deles é o Reino dos céus.

(Mt 5, 11) 

A Pastoral Operária da Área Pastoral Cariacica-Viana – ES celebrou no dia 06 de novembro, Santa Missa em honra aos Mártires da Caminhada. A missa aconteceu na Comunidade Matriz Sagrado Coração de Jesus, no bairro Itaquari, em Cariacica, às 18h00.

A Pastoral Operária da Área Cariacica-Viana, celebra anualmente os Mártires da Caminhada fazendo memória do testemunho de vida de homens e mulheres que se doaram por completo à causa do Reino. Pessoas que por sua caminhada e luta contra sistemas de morte e opressão, derramaram seu sangue pelas causas dos trabalhadores, na defesa do meio ambiente, das questões indígenas, da justiça e outros, em especial a memória do 43º ano do assassinato de Santo Dias da Silva, mártir da causa das trabalhadoras e trabalhadores.

Para a Pastoral Operária é impossível esquecer Santo Dias da Silva, sindicalista, operário e membro da Pastoral Operária em São Paulo, assassinado em 30 de outubro de 1979 durante um piquete de greve por melhores condições de salário em Santo Amaro – SP.

Para todos os capixabas, o exemplo profético de Padre Gabriel Maire, francês que veio para o Brasil em 1980 e incentivava a organização popular como forma de mobilização para garantia de direitos, dignidade e qualidade de vida. Incentivou a atuação nos movimentos de mulheres, Juventude Operária Católica, Pastoral Operária e tantos outros. Foi assassinado em 1989.

Eles são lembrados como Mártires da Caminhada, como aqueles e aquelas que com voz profética, impulsionaram a construção de uma nova sociedade de Justiça e Paz, que nos levam a refletir diariamente sobre o nosso compromisso em defesa da vida.

A celebração foi presidida pelo Padre Vitor César Zille Noronha, com a presença de 04 seminaristas de São Mateus, Iúna e Boa Esperança, além do que está sendo acolhido para trabalhar na paróquia. Se fizeram presentes várias paróquias da área Pastoral Cariacica e Viana da Arquidiocese de Vitória-ES, sendo elas: Sagrado Coração de Jesus, Maria Mãe da Igreja, São Francisco do bairro Porto de Santana e do bairro São Francisco, Bom Jesus, Jesus Libertador, Santa Maria Goreti, Santíssima Trindade, Bom Pastor, Santa Ana e Cristo Rei. Também estiveram presentes as Congregações Irmãs Agostinianas, Irmãs Azuis, Pastorais Sociais, movimentos e o deputado federal Helder Salomão.

Um destaque especial para a reflexão proferida pelo presidente da celebração que trouxe o significado de santidade na Palavra de Deus, ou seja, nas escrituras os santos eram os que eram batizados, mas também os que viveram um seguimento mais radical a Jesus Cristo. A Igreja nasceu sob a perseguição. Hoje pra nós, são as pessoas que vão até as últimas consequências do seguimento. De modo especial os que se tornaram mártires em nome da fé. A nossa fé nos exige ir até as últimas consequências, por que somos seguidores de Jesus Cristo e filhos de Deus. Quantas mulheres e homens entregaram suas vidas! Mártires de longe e de perto. O sangue dos mártires é uma denúncia e um anuncio de que há esperança. Um mundo novo que vale a pena.  

Quais os nossos projetos de vida? Quais são os nossos modelos de vida? Devemos saber os modelos que são colocados a nós pelo mundo e os modelos colocados por Jesus de Nazaré. Ter clareza do que queremos seguir. As bem aventuranças são o nosso modelo de vida.

A nossa religião precisa gerar em cada uma e em cada um, uma paz inquieta que nos comprometa com a justiça.

Continuemos a seguir os passos dos nossos mártires.

Santo Dias da Silva, PRESENTE!

Por Kátia Mariano e Marina de Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui